McDonald”s non-design?

Share

?? de praxe. Aquele M amarelo, brilhando no meio das avenidas, já indica que há um McDonald”s no seu caminho. Em qualquer lugar do mundo, a cor amarela e vermelha te faz quase se sentir em casa, em um ambiente familiar.

Também há todo aquele estudo da psicologia das cores, que atribui genialidade a franquia, associando o amarelo à fome e o vermelho a rapidez, para gerar rotatividade no local ” já que estamos falando de um fast food, não de um restaurante onde as pessoas comem sem pressa e em paz.

Bom, uma unidade de Hong Kong promete desconstruir esse conceito. Chamado experimento non-desing, o McDonald”s localizado na estação de Admiralty propõe um ambiente minimalista, abandonando o ambiente colorido para uma abordagem clássica e silenciosa, destinada a proporcionar um ambiente mais confortável para os clientes.

A maior mudança, porém, está na cozinha, que agora é exposta. Os clientes podem assistir todo o preparo dos alimentos, até a montagem dos hambúrgueres. Uma reformulação para as embalagens e uniformes dos funcionários também faz parte do experimento.

Os clientes podem fazer seu pedido na mesa, ou em um quiosque informatizado. Há também serviço de bar para saladas, sobremesas e bebidas. As mesas são dividas em adequações para famílias, grupos ou pessoas sozinhas. Por fim, um esquema computadorizado altera a iluminação do ambiente em momentos diferentes.

Ainda tem cara de McDonald”s para você?

mc2

Plugcitarios

 

Share
Visualizado 280 vez(es).